ÁREAS

  1. Home
  2. |
  3. ÁREAS
  4. |
  5. ELETROQUÍMICA
  6. |
  7. PILHAS

ELETROQUÍMICA - Profº Sergio Pereira

          Os focos da eletroquímica são os processos envolvendo corrente elétrica por meio de reações de oxidorredução ou reações redox, que se caracterizam pela transferência de elétrons.

          Tais reações podem ser espontâneas, liberando a energia utilizada, por exemplo, para ligar um aparelho eletrônico, como um celular. Essas reações ocorrem tipicamente em dispositivos como pilhas e baterias.

          As reações podem ser não espontâneas. Nesse caso, é preciso transferir energia para o sistema, forçando a reação. A eletrólise é um exemplo típico de reação não espontânea, e a galvanoplastia é um clássico exemplo de eletrólise.

 

PILHAS E BATERIAS

          Dois dispositivos que se baseiam em reações e são muito conhecidos comercialmente são as pilhas e as baterias. Uma bateria compreende um conjunto de pilhas em série.

          Nesses dispositivos, ocorrem reações espontâneas, que liberam energia na forma de eletricidade (energia elétrica).

 As pilhas são dispositivos simples com um eletrodo positivo (chamado de cátodo) e um eletrodo negativo (chamado de ânodo). O processo de redução ocorre no cátodo, e o processo de oxidação, no ânodo. Além dos dois eletrodos, todas as pilhas possuem uma ponte salina, através da qual flui uma solução iônica.

          Alguns fatores que podem influenciar sua voltagem são:

·       Os reagentes utilizados;

·       As concentrações dos reagentes;

·       A temperatura em que a pilha funciona.

 

A voltagem de uma determinada pilha depende fundamentalmente dos agentes envolvidos na transformação:

·       Oxidante: espécie que sofre redução e vai provocar a oxidação.

·       Redutor: espécie que sobre oxidação e vai provocar a redução.

          Estes potenciais são facilmente encontrados em livros, sites e publicações científicas. A espécie com o maior potencial de redução sofrerá redução. A espécie com maior potencial de oxidação sofrerá oxidação e provocará a redução.

          O potencial da pilha (ddp) é a somatória do potencial da semiequação de redução e o potencial da semiequação de oxidação.     

 

 

video video video video video video video video video video video video video video video video video video video video video video video video video video video video video video video video video video video video

Lista Respostas
Lista 1 - Pilhas ver / baixar Começar

Videoaula

Nenhuma video cadastrado

Áudio

Nenhuma audio cadastrado
Nenhuma curiosidade cadastrada

Selecione uma aula ao lado para visualizar seu conteúdo!

Videoaula

REGRA DO OCTETO

QUESTÃO 3 - QG - ENEM 2016

INTRODUÇÃO

Tire suas dúvidas com professores qualificados.

A qualquer momento, esteja à vontade para entrar em contato conosco! Tire suas dúvidas e peça-nos sugestões a respeito dos temas que mais caem nos principais vestibulares do Brasil! Também, estamos abertos às suas sugestões e críticas para que o Enemex Química fique cada vez melhor!

Estamos à sua disposição!

Um abraço e muito obrigado por nos acompanhar!

Prof. Sergio Pereira e Joel Pontin